Desenvolvimento de pessoas


Os operadores de foodservice sofrem em relação ao alto índice de rotatividade. A falta de experiência, de responsabilidade na realização das atividades e de formação mínima para a função estão entre as principais dificuldades encontradas pelos restaurantes na contratação de funcionários. Muitos profissionais não são capacitados ou possuem cursos e treinamentos na área de atuação, e em sua maioria predominam-se funcionários com escolaridade de ensino fundamental em maior proporção, ou seja, a conclusão a que se chega é que faz-se necessário qualificar a gestão de pessoas neste segmento, de modo oferecer serviços que contemplem desde condições de segurança alimentar para a população consumidora, até expertise em bom atendimento ao cliente.

Em muitos casos o cidadão tem o seu primeiro emprego em operações de foodservice e torna-se um profissional através dos treinamentos que estas companhias proporcionam.

Faz parte do IFB – Instituto Foodservice Brasil, encontrar as melhores soluções no que diz respeito ao desenvolvimento de pessoas de foodservice, para tanto se faz necessário também, que uma vez sendo o segmento tão relevante empregador, benefícios em relação aos investimentos realizados no setor sejam acatados e incentivados por instituições públicas e governamentais.

Benefício às Empresas que Educam, Treinam, e Profissionalizam seu colaborador.

Flexibilização de carga horária

Definição de cargos genéricos

SOBRE O IFB

O Instituto de Foodservice Brasil representa a união da cadeia de valor: fabricantes, prestadores de serviços e operadores, que juntos buscam soluções para temas que impactam suas atuações no mercado de alimentação fora do lar.

redes sociais do ifb

  • Imagem1
  • Imagem2
  • Imagem4
  • Imagem3
Símbolo-da-marca.png