Mondelēz lança metas para acelerar diversidade e inclusão

A fabricante de alimentos Mondelēz, dona de marcas como Lacta, Trident, Halls, Club Social, Bis, Oreo e Tang, anunciou um compromisso para promover o avanço em diversidade e inclusão em todas as áreas em que atua no Brasil. Entre as principais metas estão cumprir com 50% de cargos de liderança (a partir de gerência) ocupados por mulheres até 2023 e aumentar o número de pessoas pretas e pardas dentro da empresa ainda em 2021.


"Queremos refletir os indicadores da sociedade brasileira e representar o consumidor em todas as esferas da companhia. Para isto, estamos desenvolvendo processos de respeito, inclusão e contratação que nos ajudam a cumprir a meta", diz Betina Corbellini, diretora de recursos humanos da Mondelēz Brasil, disse à Exame.


Atualmente a Mondelēz Brasil, além de já cumprir com a equidade salarial, também possui 45% dos cargos de liderança, a partir de gerente, ocupados por mulheres, reforçando o seu compromisso com a equidade de gênero. Para alcançar as metas, a companhia promoverá amplamente a diversidade e a inclusão em seus processos seletivos. Como exemplo, 80% das vagas do Programa de Estágio para 2022 serão exclusivas para diversidade.


"De setembro a dezembro tivemos 52 contratações e 53% dessas vagas foram ocupadas pelos quatro grupos de afinidade: gênero; LGBTQIA+, pessoa com deficiência e étnico racial", afirma Corbellini.


Diversidade e inclusão

Em outubro de 2020, a Mondelēz International anunciou Robert Perkins com o primeiro diretor global de Diversidade e Inclusão. O Brasil acompanhou o movimento e passa a contar um líder dedicado ao tema. Além disso, a empresa criou um comitê de diversidade que atua em quatro frentes: gênero; LGBTQIA+, pessoa com deficiência e étnico racial.


As políticas são construídas de maneira colaborativa em rodas de conversa com os colaboradores e lideranças. Além disso, o comitê está envolvido em todas as iniciativas de marketing para garantir representatividade nas ativações e campanhas. O grupo também criou uma cartilha informativa que será distribuída para os 8 mil colaboradores, com conteúdo rico e educativo sobre todos os grupos de afinidades.


Entre as resoluções adotadas pela companhia estão licença maternidade e paternidade estendida, inclusive para casais homoafetivos, banco de talentos exclusivo para os quatro grupos de afinidade, adesão ao Compromisso pela Equidade Racial e parceria com consultorias especializadas para implementação das políticas internas de diversidade como Igual e Empodera.

Além disso, a Mondelēz Internacional vai investir US$ 1 bilhão em empresas pertencentes a mulheres ou grupos minorizados, incluindo no Brasil.


Há recursos que também serão utilizados para, por exemplo, transformar todas as instalações da companhia no país em 100% acessíveis, e para a atração e retenção de talentos pretos, pardos e com deficiência.


Com informações de Portal Exame

SOBRE O IFB

O Instituto de Foodservice Brasil representa a união da cadeia de valor: fabricantes, prestadores de serviços e operadores, que juntos buscam soluções para temas que impactam suas atuações no mercado de alimentação fora do lar.

redes sociais do ifb

  • Imagem1
  • Imagem2
  • Imagem4
  • Imagem3
Símbolo-da-marca.png